Filme "Colegas", de Marcelo Galvão, tem protagonistas com síndrome de Down

> Em:


Se você assistiu o documentário "Do luto à Luta" com certeza recordará desses dois atores. Eles são sensacionais!

Márcio quer voar, Aninha quer se casar e Stalone quer ver o mar. Apesar dos sonhos diferentes, os três amigos têm dois pontos em comum: são portadores de Síndrome de Down e personagens principais do filme ‘Colegas’, de Marcelo Galvão (que também dirigiu ‘Bellini e o Demônio’, com Fábio Assunção). Ainda em fase de captação de recursos, o longa-metragem, coproduzido pelo apresentador Otávio Mesquita, com Lima Duarte também no elenco, começa a ser rodado em julho.

“É um filme de inclusão social, que trata de um assunto importante. Tenho certeza de que vai dar o que falar”, aposta Otávio Mesquita.
O roteiro de Marcelo Galvão foi vencedor do Edital da Prefeitura de Paulínia (SP), cidade onde parte do projeto será filmado. “Fui criado com um tio que tem Síndrome de Down e meu avô foi um dos fundadores da primeira Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais) do Brasil, no Rio. Vamos abordar o tema de forma divertida, mostrando como a realidade deles é bonita”, conta Galvão, que já ensaia com os atores há três anos.

Na história, três jovens vivem em um instituto que cuida de portadores de Down até que, inspirados no clássico ‘Thelma & Louise’, fogem no carro de um jardineiro (Lima Duarte). Para sobreviver, praticam assaltos com um revólver de brinquedo (roubam chicletes, revistas masculinas e outros produtos) e passam a ser perseguidos por policiais, como se fossem assassinos perigosos.

“Eles percorrem as praias do Sul do País e vão parar na Argentina, onde aprontam muito”, adianta o diretor. Em meio às aventuras, surgirá uma linda história de amor. “Teremos cenas do primeiro beijo e da primeira noite entre Aninha e Stalone”, entrega. Qualquer semelhança com a vida real não é coincidência. Intérpretes da dupla, os atores Rita Pokk e Ariel Goldemberg, ambos de 30 anos, já são casados há sete.

O terceiro ‘colega’, Márcio, inspirado no tio de Galvão, é vivido pelo faixa-preta de judô Breno Viola, 29 anos. “Márcio é ‘pegador’, como eu”, diverte-se Breno, admitindo que o desejo de ser ator é antigo. “Sempre quis fazer novela. E estou ansioso para filmar”, comemora.

A ansiedade, aliás, é compartilhada por todos os envolvidos no projeto, que, assim como cada personagem, também têm um sonho. “É mais que um filme. É uma realização pessoal. Se tudo der certo, nossa estreia será ano que vem, no Festival de Cannes”, vislumbra Marcelo Galvão, emocionado, citando a competição de cinema da França. (Rio).


Fonte: http://odia.terra.com.br/ (24/06/2010)

Fonte: http://www.deficienteciente.com.br/ (24/06/2010)


.
.
.
.
.
Photobucket
.
Me adicionem no Facebook: http://www.facebook.com/andre.rj.lima
> Deixe seu Comentario:
Temos Atualmente:
> Categorias:
, ,

6 comentários:

Anonymous disse...

Muito interessante, gostei muito. Boa iniciativa. Parabéns.Rosi

Debora Miller disse...

cadê o link pra baixar o filme??

Anônimo disse...

Tenho uma irmã com Down.
Quero muito baixar o filme, onde está o link ?

Andre Lima disse...

infelizmente este filme não esta disponivel para download..

Att, André Lima.

Javi Galvez disse...

:( eu queria assistir o filme, mas eu moro no Chile u.u

Hugo disse...

Quando sair para DVD vocês compram e vêm, ou então esperam para ir ver no cinema!

Postar um comentário

Olá! deixe seu comentário, ela é muito importante para nós!

Seja assinante do nosso Site: Receba atualizações grátis e diárias em seu Email!

▲ Topo